Dobradura

E o livro está de pé! Grata à Editora Urutau e ao selo @tadesoltadelua pela alegria imensa de ver esta pilha de exemplares pronta pra ser lançada ao mundo.

• • •

#repost Editora Urutau e @tadesoltadelua Trecho incrível de “Dobradura”, de Maiara Gouveia, para nosso selo infantojuvenil Tádesol Tádelua. Que livro, minha gente! Que livro!

• • •

2. ARTHUR É MENINO OUTRA VEZ

— Nada disso teria acontecido se você vigiasse direito o pátio.

O pesadelo balança no fio de alta tensão com as duas ou três bandeirolas rasgadas, resto de alguma festa junina. Arthur não sonha mais com a queda do céu sobre a vizinhança do abrigo, com o bairro alagado e a rua vazia onde está descalço, com barro até os joelhos, quando a voz da pessoa sem rosto desaba como um trovão.

Descobriu um truque: além de enterrar as feras feitas de sombras na cova do jardim, pode dar nome à pessoa sem rosto.

Nomear é acender uma luz.

Sob a claridade, os pesadelos escorrem para os bueiros, porque são intolerantes à luz como os morcegos.

— Qual será o nome da pessoa sem rosto?

Arthur anota na primeira folha do caderninho: o nome é um rosto substituto.

Desliza o dedo em cada anotação. Escreve na segunda folha:

O desenho das letras é o código secreto dos mundos invisíveis.

_______


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s